Diminuir a Carga Viral e Aumentar sua Imunidade: o Passaporte para vencer o Covid-19 - Comunicado 04

Atualizado: 22 de abr. de 2020



Considerações Neurológicas e Neurocirúrgicas

O Covid-19 tem afetado a vida dos pacientes neurológicos, principalmente devido à dificuldade de acesso às consultas e aos tratamentos necessários. Pouco sabemos dos efeitos do Covid-19 no Sistema Nervoso (SNC). Sintomas como perda do olfato, dor muscular, e possível influência na insuficiência respiratória continuam como especulações. Sabemos que o Covid-19 causa Vasculopatias, inflamação em vasos sanguíneos que são responsáveis por acidentes vasculares cerebrais. A medida que aprendemos das influências do Covid-19 no (SNC) manteremos nossos leitores informados. No momento nós da NeuroSapiens continuamos cuidando das cirurgias de emergência, sendo nossa prática durante a pandemia. Isto fazemos tendo todos os cuidados para dar alta do hospital o mais rapidamente possível e isolar estes pacientes, já debilitados pela doença neurológica, o mais eficientemente possível dos pacientes infectados pelo Covid-19.


Tendo em vista a experiência que adquirimos com Telemedicina nos casos mais críticos que tivemos que atender, estamos estendendo este trabalho de maneira rotineira para as consultas neurológicas que podem ser resolvidas em Tele-consultas. Consultas podem ser agendadas pelo telefone (11) 950505014. A nossa assistente administrativa Sra. Priscila poderá ajudar no que for necessário.

Neurocirurgias Feitas em Emergência

Cirurgias necessárias para Trauma de Crânio e Coluna, Síndrome da Cauda Equina, Acidente Vascular Cerebral (AVC), Aneurisma Roto, Hidrocéfalo Agudo, Tumores Com Herniação Eminente e casos que necessitam de Troca de Marca-passo e casos Infecciosos são feitas sem controvérsias.


Neurocirurgias Que Podem Ser Contemporizadas

Tumores Cerebrais que podem ser controlados temporariamente com medicação, bem como todos os procedimentos de Dor Crônica e aqueles realmente eletivos como cirurgias para melhorar a qualidade de vida, como Cirurgia da Epilepsia, Cirurgia das Desordens do Movimento e Cirurgias Psiquiátricas podem ser planejadas, tendo sempre em mente a segurança do paciente quanto aos riscos da pandemia. As cirurgias eletivas estão liberadas pela Agencia Nacional de Saúde (ANS). Portanto os planos de saúde devem honrar estes atendimentos e procedimentos. Nós, na NeuroSapiens, podemos orientar apropriadamente nossos pacientes dentro do mínimo risco para serem tratados. Alertamos que durante este período de pandemia e logo após a liberação da quarentena, o tempo para a aprovação de cirurgias pelos planos de saúde pode ser prolongado.


Tratamentos Neuro-Oncológicos

Pacientes com tumor cerebral primário devem ser abordados de acordo com os riscos e benefícios do tratamento. Pacientes altamente imunodeprimidos por terapia prévia e já em recorrência ou fase terminal devem ser tratados com cautela quanto às visitas aos hospitais. O tratamento deve ser oferecido aos pacientes hígidos que necessitam da radioterapia e temozolamida. Pacientes com tumores metastáticos que podem ser tratados com quimioterapia, radiocirurgia ou radioterapia convencional, devem ser assim tratados, dando-se preferência ao hipofracionamento. A ideia é minimizar o número de visitas ao hospital e, se possível, cirurgias que os mantenham internados. Assim evitamos ao máximo a exposição à infecção com Covid-19, ou seja de receberem uma “Carga Viral” inicial alta.


Considerações Gerais

Manter Sua Própria Imunidade e Diminuir a Chance de Doença Severa


A) A Carga Viral é importante! Aqui explicamos dois conceitos:


1. Carga viral é a quantidade viral que é detectada quando o individuo é testado, quanto maior a carga mais grave a doença será, em geral. Outros fatores como idade e doenças concomitantes são importantes.


2. Carga de infeção exposta: é a quantidade de vírus que a pessoa é exposta quando da infeção. Quanto maior a carga de exposição, maior a chance da doença ser severa. A distância social de 3 metros, menor permanência possível em ambientes fechados infectados e uso de máscara são importantes para minimizar a “severidade da infeção”, ou seja, a “carga viral inicial”!


B) Exercícios ao ar livre! As pessoas ficam menos resfriadas e apresentam quadros brandos quando se movem. Estudos realizados em ambientes abertos mostram que as pessoas ficam menos resfriadas quando trabalham e frequentam ambientes abertos. Academias bem arejadas com manutenção das precauções de higienização, máscaras e distância social seria uma solução em climas frios.


C) A Luz Solar é uma Medicação! A exposição à luz solar melhora a imunidade e o humor. O aumento da vitamina D, causada pela a exposição da pele ao sol, também ajuda.

D) Alimentação Apropriada! O Covid-19 impôs isolamento e stress que podem causar mais colapso metabólico. Nutrição mais balanceada do que o habitual é recomendada.

E) Dormir Bem! Sabe-se que a imunidade a resfriados é muito pior quando as pessoas são privadas de sono. Manter bons costumes de rotina de sono protege contra a severidade da infecção.

O que Tiramos de Positivo Desta Pandemia

1. Instrução intensa da comunidade quanto às medidas de higiene.

2. Solidariedade entre as pessoas aumentou, vide iniciativas de ajuda comunitária e empresarial ocorrendo.

3. Conscientização de que a necessidade de Saúde Básica para a população precisa ser melhor implementada. Há muito sabemos das deficiências em nosso país, a pandemia trouxe isto à tona de maneira dramática.

4. Necessidade de manter empregos, mesmo em face da incerteza da pandemia.

5. Necessidade de atualizar constantemente os recursos para cuidar da saúde da família: profilaxia de doenças, vacinas em dia, planos de saúde atualizados e hábitos saudáveis.

6. Necessidade de dados fidedignos para as decisões serem tomadas apropriadamente.

7. Adaptar o conhecimento ao seu próprio ambiente e não depender somente dos dados provenientes dos países desenvolvidos para tomarmos atitudes locais. Os climas são diferentes e as realidades sociais são diversas.


8. Estar preparado para o pior: economicamente ter as reservas para meses de afastamento do trabalho. Isto é possível para uma camada da sociedade, a qual deve dar suporte aos menos favorecidos.


9. As medidas mais simples são as que salvam mais vidas: Higienização, Máscaras e Distância Social (Figuras abaixo – mortalidade em Israel em 20/04/2020 de 1,3%).


Medidas Paulatinas do Fim da Quarentena : O retorno à vida normal depois deste período de quarentena deve seguir princípios de segurança baseados nos aprendizados sobre o Covid-19. Temos que depender das informações governamentais de saúde pública, isto é, estarmos informado da diminuição dos casos sendo infectados para proceder com as medidas sugeridas na Tabela abaixo. O Brasil registrou 40.581 casos de corona vírus e 2.575 mortes, mortalidade de 6,4%. Ontem foram 1.927 casos novos e 113 mortes nas 24 horas, mortalidade de 5,8%. . Mortalidade relativamente alta mas em baixa (ver gráficos abaixo), comparar com “NeuroSapiens Comunicado 3” onde a Alemanha reportava uma mortalidade de 1,6%. Com a mortalidade atual de 3,3% a Alemanha está saindo da quarentena e progride para normalidade.

Nossos gráficos mostram dados promissores, vemos uma queda no número de novos casos e no número de mortes, sugerem que devemos planejar a saída da quarentena


Importante é que minimizando a exposição à “Carga Viral Inicial” alta provavelmente propiciamos a imunização em rebanho da população, sem aumentar a perda de vidas e gastos com a saúde durante a pandemia. Isto é cientificamente comprovado em casos de vacinação para influenza e também por modelos matemáticos.





Bibliografia

Asadi-Pooya, A. A., & Simani, L. (2020). Central nervous system manifestations of COVID-19: A systematic review. Journal of the Neurological Sciences, 116832. doi:10.1016/j.jns.2020.116832Huang, C., Wang, Y., Li, X., Ren, L., Zhao, J., Hu, Y., … Cao, B. (2020). Clinical features of patients infected with 2019 novel coronavirus in Wuhan, China. The Lancet. doi:10.1016/s0140-6736(20)30183-5

Pleasure, S. J., Green, A. J., & Josephson, S. A. (2020). The Spectrum of Neurologic Disease in the Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 Pandemic Infection. JAMA Neurology. doi:10.1001/jamaneurol.2020.1065


https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46757-brasil-registra-40-581-casos-de-coronavirus-e-2-575-mortes

https://www.worldometers.info/coronavirus/country/brazil/

https://www.worldometers.info/coronavirus/country/israel/

Kim, T. H., Johnstone, J., & Loeb, M. (2011). Vaccine herd effect. Scandinavian Journal of Infectious Diseases, 43(9), 683–689. doi:10.3109/00365548.2011.582247


van den Dool C, Bonten MJ, Hak E, Heijne CM, Wallinga J. The effects of influenza vaccination of health care workers in nursing homes: insights from a mathematical model. PLoS Med 2008;5:1453–60. 


1.532 visualizações0 comentário